segunda-feira, 28 de novembro de 2016

CAPÍTULO 1

1 Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e, enviando-as pelo seu anjo, as notificou a seu servo João“Foi Gabriel, o anjo que ocupa a posição imediata ao Filho de Deus, que veio com a divina mensagem a Daniel. Foi Gabriel 'Seu anjo', que Cristo enviou a revelar o futuro ao amado João; e
é proferida uma bênção sobre os que lêem e ouvem as palavras da profecia, e observam as coisas ali escritas.”DTN212
2 o qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, de tudo quanto viu.
3 Bem-aventurado aquele que lê e bem-aventurados os que ouvem as palavras desta profecia e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.  Esta é benção para quem estuda o Apocalipse.
4 João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça a vós e paz da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono;
A Ásia Menor, atualmente, Turquia, era uma província romana. Nos tempos do helenismo, nesta região tinha se desenvolvido o importante reino de Pérgamo, era um centro da cultura helênica. No tempos do Novo Testamento, a Ásia Menor ainda continuava sendo um forte centro da cultura greco-romana. A tradição diz que João vivia em Éfeso e viajava por toda aquela área ao redor, “instituindo e ordenando bispos e colocando ordem nas Igrejas” Sem dúvida, a liderança de João muito contribuiu para o crescimento do cristianismo na Ásia Menor. (Clement de Alexandria, Who Is the Rich Man That Shall Be Saved?, XLII; ANF, vol. 2, 603.)
5 e da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos mortos e o Príncipe dos reis da terra. Àquele que nos ama, e pelo seu sangue nos libertou dos nossos pecados, Até a morte de Jesus Satanás era o Príncipe deste mundo,  Jesus  veio mudar isto: agora ele é quem é o Príncipe de todos os reis deste mundo.  S. João 16:11“ O Príncipe deste mundo já estájulgado.”
Fiel Testemunha - Jesus representa perfeitamente o caráter, a mente, e a vontade de Deus o Pai. Sua vida sem pecado em meio aos pecadores e Sua morte sacrifical testifica da santidade e amor do Pai (João 1:1, 14; 14:10).
Primogênito dos mortos a palavra grega usada para
primogênito é prototokos, e é aplicada a Jesus sete vezes no Novo Testamento. Tem dois significados, literal e espiritual. Literal: o primeiro filho. Neste sentido é aplicado a Jesus duas vezes, Lucas 2:7 e Mateus 1:25 “E deu à luz a seu Filho primogênito, e envolveu-O em panos, e deitou-O numa manjedoura.” “E não a conheceu até que deu à luz seu Filho, o
primogênito, e pôs-Lhe o nome de Jesus.” Espiritual: nas cinco outras vezes a palavra prototokos é usada
no sentido espiritual, simbólico significando: Escolhido,
Superioridade, Excelência de Caráter, Supremacia, Dignidade, Importância. Neste caso, levava-se em conta a excelência de caráter, e indicava Preeminência Espiritual. A Bíblia dá alguns exemplos de Primogenitura Espiritual com base na Excelência e Dignidade do caráter de Jesus. “O Primogênito entre muitos irmãos” (Rom. 8:29). “O Primogênito de toda a criação” (Col. 1:15).“O Primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a Preeminência” (Col. 1:18)
“E quando outra vez introduz no mundo o Primogênito, diz: e todos os anjos de Deus O adorem” (Heb. 1:6).
“O Primogênito dos mortos” (Apoc. 1:5).
6 e nos fez reino, sacerdotes para Deus, seu Pai, a ele seja glória e domínio pelos séculos dos séculos. Amém. Deus constituiu Sua igreja para ser um reino de sacerdotes (Êxo.19:6; Apoc. 5:10; I Pedro 2:5, 9). Cada cristão é um sacerdote; este é o sacerdócio de todos os crentes. Porém, não somente durante o Juízo dos mil anos; não somente no sacerdócio de todos os crentes do Novo Testamento, mas especialmente no Juízo Investigativo existe um reino de sacerdotes constituído.
7 Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.
Todos irão ver Jesus  quando ele voltar. Não há arrebatamento secreto. O Reino dele é invisível e  foi implantado quando ele veio e morreu por nós.  O Reino dele é implantado dentro de nossa mente quando o aceitamos como nosso salvador,  não pertencemos mais  a este mundo. Veja Lucas 17: 20 “Não vem o reino de Deus com visível aparência, (...) porque o reino de Deus está dentro de vós.”
E todo o olho O verá - “E, demais, não será permitido a Satanás imitar a maneira do advento de Cristo. O Salvador advertiu Seu povo contra o engano neste ponto, e predisse claramente o modo de Sua segunda vinda... (Mateus 24:24-27). Não há possibilidade de ser imitada esta vinda. Será conhecida universalmente, testemunhada pelo mundo inteiro.”¹ Apoc. 1:7 e Daniel 12:2 falam de uma Ressurreição Especial. Um pouco antes da volta de Jesus ocorrerá uma Ressurreição Especial que inclui todos os justos mortos desde 1844, isto é, aqueles que morreram crendo na mensagem do terceiro anjo, mais aqueles ímpios que participaram dos sofrimentos e crucifixão de Jesus. “Abrem-se sepulturas, e 'muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno' (Dan.12:2). Todos os que morreram na fé da mensagem do terceiro anjo saem do túmulo glorificados para ouvirem o concerto de paz, estabelecido por Deus com os que guardaram a Sua lei. 'Os mesmos que O traspassaram' (Apoc.1:7), os que zombaram e escarneceram da agonia de Cristo, e os mais acérrimos inimigos de Sua verdade e povo, ressuscitam para contemplá-Lo em Sua glória, e ver a honra conferida aos fiéis e obedientes.” GC625,637
“Surge logo no Oriente uma pequena nuvem negra,aproximadamente da metade do tamanho da mão de um homem. É a nuvem que rodeia o Salvador, e que, a distância, parece estar envolta em trevas. O povo de Deus sabe ser esse o sinal do Filho do homem. Em solene silêncio, fitam-na enquanto se aproxima da Terra mais e mais brilhante e gloriosa, até se tornar grande nuvem branca, mostrando na base uma glória semelhante ao fogo consumidor e encimada pelo arco-íris do concerto. Jesus, na nuvem, avança como poderoso vencedor.”GC640-641
8 Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, Aquele que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.
Aquele que é - uma expressão aparentemente tirada da LXX de Êxodo 3:14, onde essa expressão é usada para traduzir o nome de Deus, o “Eu Sou.” Assim como no Hebraico, essa expressão indica que Deus é eterno, existente por Si mesmo e incriado.
E que era - Deus existia desde a eternidade (Salmos 90:2).
E que há de vir - essa série “que é,” “que era,” “que há de vir,” indica que a última frase poderia ser entendida como o “que será,” mas, também aplica-se à segunda vinda de Jesus, aquele que “há de vir.” “Na Palavra, fala-se de Deus como 'o Deus eterno.' Este nome abarca o passado, o presente, e o futuro. Deus é de eternidade a eternidade. Ele é o Eterno.”
9 Eu, João, irmão vosso e companheiro convosco na aflição, no reino, e na perseverança em Jesus, estava na ilha chamada Patmos por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus.
10 Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor, e ouvi por detrás de mim uma grande voz, como de trombeta, Qual do dia do Senhor? Em bíblias modernas este versículo aparece como domingo,  mas como judeu,  João tinha o sábado como dia do Senhor. O próprio Jesus disse que é o sábado o dia do Senhor: Mat: 12:8 “ ( ...) O filho do homem é Senhor do Sábado.”
No dia do Senhor - expressão grega kuriake hemera.Considerando que a Bíblia é a melhor intérprete de si mesma, é prudente e sábio permitir que a Bíblia explique qual é o Dia do Senhor. Em Isaías 58:13-14 lemos: “Se desviares o teu pé do Sábado, e de fazer a tua vontade no meu Santo Dia, e se chamares ao Sábado deleitoso, e Santo Dia do Senhor, digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, nem pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falar as tuas próprias palavras, então te deleitarás no Senhor, e te farei calvalgar sobre as alturas da terra, e te sustentarei com a herança de teu pai Jacó; porque a boca do Senhor o disse.”
11 que dizia: O que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas: a Éfeso, a Esmirna, a Pérgamo, a Tiatira, a Sardes, a Filadélfia e a Laodicéia.
12 E voltei-me para ver quem falava comigo. E, ao voltar-me, vi sete candeeiros de ouro, Jesus estava no santuário Celestial. Os sete castiçais, que representam as igrejas, estão no céu, ou seja, no Santuário Celestial. Os candeeiros é uma representação  também do Espírito Santo. Os sete Espíritos - no Apocalipse os sete Espíritos relacionam-se também com as “sete lâmpadas de fogo” (Apoc.4:5) e os “sete olhos do Cordeiro” (Apoc.5:6). Essa associação dos “sete Espíritos” com o Pai e com o Filho, implica que eles representam o Espírito Santo. O termo “sete” é uma expressão da Sua perfeição. SDBCVOL7
13 e no meio dos candeeiros um semelhante a filho de homem, vestido de uma roupa talar, e cingido à altura do peito com um cinto de ouro; O Apocalipse é a Revelação de nosso Senhor Jesus Cristo no Santuário Celestial. Algumas das interpretações feitas por estudiosos da Bíblia antes de 1844 não estão centralizadas no Santuário Celestial. Eles não puderam entender o Apocalipse da maneira como nós o entendemos hoje porque viveram antes do desselamento do livro de Daniel. A porção selada do livro de Daniel é desselada no Apocalipse, no tempo do fim. A doutrina do Santuário Celestial seria restaurada somente no tempo do fim.

14 e a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve; e os seus olhos como chama de fogo;
15 e os seus pés, semelhantes a latão reluzente que fora refinado numa fornalha; e a sua voz como a voz de muitas águas.
16 Tinha ele na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois gumes; e o seu rosto era como o sol, quando resplandece na sua força.
Jesus como sacerdoteAs revelações feitas a João apontam para as atividades de Jesus no Santuário Celestial. O livro de Daniel introduz o assunto do santuário e o Apocalipse expande-o. Se os livros de Daniel e Apocalipse são um e falam dos mesmos assuntos, então é de se esperar que o assunto do santuário seja, de fato, a mensagem central do Apocalipse.TM117
17 Quando o vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último. Filho do Homem no grego Huios anthropou. É a mesma expressão aramaica kebar 'enash encontrada em Daniel 7:13. Em Daniel 7:13 o Filho do Homem é mencionado no contextodo Santuário Celestial, e mais especificamente, no contexto do início do Juízo Investigativo. Em Apoc. 1:13 o contexto também é o Santuário Celestial.
18 Eu sou o que vivo; fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre! e tenho as chaves da morte e do inferno. “Em Cristo há vida original, não emprestada, não derivada. 'Quem tem o Filho, tem a vida.' A divindade de Cristo é a certeza de vida eterna para o crente.” DTN507
19 Escreve, pois, as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de suceder.
20 Eis o mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete candeeiros de ouro: as estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candeeiros são as sete igrejas. Anjos - (Gr. Aggeloi) tem o sentido de “mensageiros” tanto celestiais como humanos. Aggeloi é aplicado a seres humanos em Mateus 11:10; Marcos 1:2; Lucas 7:24, 27; 9:52. Os anjos das sete igrejas são entendidos como os respectivos anciãos e bispos

Nenhum comentário:

Postar um comentário